and_sokol
Andriy Sokol

neuroanatomista, neurologista, candidato a ciências médicas, professor associado do departamento de anatomia normal do BSMU (Bielorrússia):

Embora o assunto dos sonhos proféticos esteja longe de ser descrito cientificamente, seria lamentável ignorá-lo completamente, pelo menos porque milhares de pessoas, incluindo Jung, Einstein e outros, falam sobre sonhos proféticos.

Então, tudo por sua vez, primeiro vamos eliminar as crenças obviamente absurdas que não têm justificativa lógica, tais como: sonhos proféticos são vistos em dias específicos da semana e do mês, em uma certa fase lunar e assim por diante.

vis_snu_ (1)

Mas, para tentar responder a perguntas sobre a natureza dos sonhos proféticos, precisamos primeiro entender qual é a função dos sonhos "comuns".

A função dos sonhos

A maioria dos pesquisadores concorda que a função biológica dos sonhos é simular várias situações potencialmente perigosas. Assim, uma pessoa que em seus sonhos conduzia um ensaio de uma determinada situação, no caso de
circunstâncias da vida real, agirá com mais confiança, porque ela já conhece o cenário.

Pelo mesmo motivo, muitas vezes sonhamos com situações como: comunicação com estranhos, restrição ou dificuldade de movimento, fugir do perigo, chegar atrasado a uma reunião ou transporte, procurar determinados lugares e assim por diante.

vis_snu_ (2)

Essa ideia também ressoa com o conceito de atividade de pesquisa Professor-psicofisiologista Vadim Rothenberg, que declara:

“A atividade de busca é uma atividade que visa mudar a situação (ou mudar a atitude em relação a ela) sem uma certa previsão dos resultados, mas com contabilidade constante. O processo da atividade de pesquisa, independentemente do resultado, aumenta resistência e resistência ao estresse do corpo. E ainda: "O comportamento em um estado que contém uma atividade de pesquisa acentuada reduz a necessidade do corpo de dormir rapidamente, enquanto a recusa em pesquisar aumenta a necessidade do corpo nessa fase do sono".

Uma boa confirmação do conceito de modelagem da realidade possível e da atividade de pesquisa é a "descoberta" em um sonho. Os exemplos mais famosos dessas descobertas noturnas são a lei periódica de Mendeleev, um fragmento de Fausto em Goethe e a Divina Comédia em Dante, a fórmula de benzeno do químico Kekule, o plano da Catedral de Colônia de Alberto, o Grande, entre outros.

Mas a "mágica" aqui não é tanto quanto parece, porque essa iluminação é precedida por um trabalho longo e intenso, geralmente muitos anos. Os sonhos apenas permitem que a mente olhe para o problema de um ângulo diferente, como eles dizem: "O caso apenas contribui para uma mente preparada"

vis_snu_ (3)

A história dos sonhos proféticos é semelhante, porque raramente sonhamos com algo completamente inesperado. Via de regra, os sonhos proféticos dizem respeito ao que mais preocupa uma pessoa: seja a saúde de seus entes queridos, seja a resolução de quaisquer outras situações importantes para ela.

De fato, isso significa que você pode até aumentar a probabilidade de um sonho profético, se um dia antes você pensar muito sobre o problema que o preocupa e carregá-lo no subconsciente.

Mas por que dormir? E por que essas previsões / previsões são difíceis de transmitir ao cérebro durante as horas de vigília?

Por que previsões e previsões surgem em sonhos e são difíceis de transmitir ao cérebro durante o dia

A resposta deve ser buscada no campo das interações inter-hemisféricas. O fato é que durante o sono rápido (sono dos sonhos) geralmente é dominado pela atividade do hemisfério direito, que é mais propenso a síntese e percepção holística, enquanto o hemisfério esquerdo (que é mais ativo durante o dia) é mais analítico e especializado em processamento de informações consistente. o que significa que às vezes "Atrás da árvore não vê a floresta" .

Ou seja, durante o dia a mente analítico-racional do hemisfério esquerdo por defeito rejeita opções ilógicas, do seu ponto de vista, enquanto à noite prevalece o pensamento hemisférico direito, que a partir de detalhes aparentemente dispersos reúne uma imagem holística da realidade teoricamente possível e às vezes (Bingo! ) está certo! A chance de prever e, de fato, adivinhar a realidade é insignificante, mas esses raros momentos são lembrados por nós quase por toda a vida.

vis_snu_ (4)

Acontece que o "sonho profético" é uma tentativa bem-sucedida de modelar a realidade futura. Se tal tentativa não der certo, nós a percebemos como outra fantasia, como um sonho habitualmente bizarro de um número infinito de outras pessoas como ele. Ou, mais provavelmente, não o mencionaremos.

Quero acrescentar um toque de mágica a esse texto seco e explicar tudo ao inconsciente coletivo, como em Jung, ou emaranhamento quântico, ou algo assim. Mas a probabilidade de resgate, e apenas no caso, é uma porcentagem de token.

Perguntas e respostas:

 

- Como explicar os sonhos "conscientes", quando em um sonho você percebe que é um sonho, que existem infinitas possibilidades e que você pode simular a situação conforme desejado?

- As áreas do cérebro responsáveis ​​pelo controle cognitivo não dormem mais do que durante o sono normal, mas não são fortes o suficiente para acordar. Portanto, parecemos ganhar algum controle sobre o que acontece em um sonho.

 

- É possível explicar o vocabulário imaginário nos sonhos: quando você sonha com linguagem fictícia e conceitos que tenham significado em um sonho?

- Muito provavelmente, o vocabulário imaginário em um sonho está associado ao aumento da atividade da área articulatória da fala do lobo frontal e pode ser uma espécie de modelagem local da fala.

 

- Como explicar os sonhos com conversas, reuniões e eventos que são reproduzidos na vida real apenas no futuro e, de fato, parecem deja vu depois do sono.

- Para tais casos, existe esse XNUMX%, o que atualmente é impossível de explicar.

 

- Um sonho profético pode surgir sem informação, isto é, um sonho parece se criar e se fantasiar, do zero, sem trabalho anterior?

- É virtualmente impossível criar / fantasiar algo do zero em um sonho. Afinal, em qualquer caso, suas fantasias são construídas com tijolos de conhecimentos previamente adquiridos, mesmo que você conscientemente não se lembre deles. Por exemplo: podem ser rostos de estranhos ou objetos aos quais você deliberadamente não prestou atenção, mas essas informações ainda estão presas em seu subconsciente

 

- As tentativas de modelar a situação futura (usando a visualização), inclusive em um sonho, aumentam a probabilidade de realizar o pretendido ou alterar o comportamento para o desejado?

- Qualquer ensaio, mesmo na imaginação, aumenta as chances de sucesso porque não há diferença para o cérebro - você faz o trabalho na realidade ou no imaginário.

 

- Vale a pena acreditar nos livros dos sonhos e na interpretação dos sonhos?

- O mesmo símbolo em um sonho pode significar conceitos diferentes, dependendo da situação.
E cada sonho em particular deve ser abordado individualmente. Além disso, nem todo sonho precisa de interpretação e interpretação. Por exemplo: o aumento do número de terrores noturnos pode ser influenciado não apenas por certas circunstâncias da vida real, mas também pela gastrite comum.

Texto: Andriy Sokol
Colagens: Victoria Mayorova
Tradução: Rhythms Media.ink

Materiais populares

Você se meteu versão beta website rytmy.media. Isso significa que o site está em desenvolvimento e teste. Isso nos ajudará a identificar o número máximo de erros e inconvenientes no site e a torná-lo conveniente, eficaz e bonito para você no futuro. Se algo não funcionar para você ou você quiser melhorar algo na funcionalidade do site - entre em contato conosco da maneira que for mais conveniente para você.
BETA