Durante essa quarentena, a maioria de nós sentiu o valor das caminhadas comuns na natureza, e a maior recompensa é sair de casa, em algum lugar do parque, na floresta, na água. Afinal, é tão bom chegar onde tudo continua a viver a sua vida, a primavera está chegando, os pássaros cantam, de onde se pode admirar aos poucos as prímulas e as folhas verdes das árvores. Mas você sabia que essas caminhadas a qualquer momento podem nos deixar mais felizes e manter a saúde física e mental? E isso foi confirmado por cientistas!

Você quer ser mais feliz? Gaita de fole no parque!

Se uma pessoa está acostumada a prestar atenção a um bando de pardais em uma árvore perto de um ponto de ônibus ou de abelhas trabalhando duro em um canteiro de flores perto do escritório, ele se sente mais feliz do que uma pessoa que não percebe a natureza ao seu redor. E isso é um fato comprovado pelos cientistas.

Cientistas da Universidade da Colúmbia Britânica realizaram um estudo de duas semanas, durante o qual os alunos de um grupo foram convidados a seguir os fenômenos da natureza, tirar fotos deles e registrar os sentimentos que sentiram durante esta lição. Os alunos podiam assistir plantas de casa, pássaros, insetos e até os raios do sol rompendo o vidro.

Ao mesmo tempo, o segundo grupo de participantes rastreou os sentimentos evocados por objetos feitos pelo homem. Eles também os fotografaram, fazendo anotações em seus diários. Mas os alunos do terceiro grupo de controle simplesmente continuaram a seguir sua rotina normal e não foram obrigados a perceber nada ou seguir seus sentimentos.

A autora do estudo - Holly-Ann Pessmore observa que o primeiro grupo de participantes não precisou sair da cidade ou sequer fazer uma longa caminhada no parque. As observações foram realizadas no ritmo da vida cotidiana - nos pontos de ônibus, no caminho da escola ou em casa.

Os resultados impressionaram até o autor do estudo, porque o grupo, que observava fenômenos naturais e era composto por 365 pessoas, não apenas apresentou alegremente seus relatos emocionais e mais de 2000 fotos, mas também confirmou as suposições sobre os efeitos positivos da natureza nos seres humanos. Assim, o primeiro grupo de estudantes observou o efeito calmante da natureza, bem como o surgimento de uma sensação de bem-estar geral. O relacionamento com outras pessoas nesses estudantes melhorou e o nível de auto-estima tornou-se mais alto do que nos membros dos outros dois grupos. A atenção à natureza também despertou nos jovens o desejo de ajudar os outros e compartilhar seus recursos.

A natureza promove o desenvolvimento da criança

Para as crianças, caminhadas na natureza e observação de fenômenos naturais são especialmente importantes porque ensinam a criança a analisar, pensar, comparar, sistematizar fenômenos e encontrar a conexão entre causa e efeito. Além disso, não devemos esquecer que a observação da natureza ensina a criança a ser sensível e atenta, desenvolve a capacidade de empatia e o desejo de proteger a natureza.

É realmente útil para adultos?

Os adultos geralmente pensam que observar a natureza é uma atividade sem sentido que apenas consome nosso tempo, mas é realmente assim? Acontece que não apenas as crianças se beneficiam de passeios no parque. Os adultos, que geralmente estão tão ocupados com o trabalho que não se importam com sua saúde, podem melhorar sua condição se começarem a prestar atenção ao mundo ao nosso redor várias vezes ao dia.

Para que serve?
Em nosso tempo, quando uma pessoa vive em um estado de estresse permanente, é muito importante poder relaxar e se acalmar. É exatamente assim que a observação da natureza afeta nosso sistema nervoso.

No que diz respeito à saúde física, vale a pena observar os benefícios para o cérebro e os olhos, pois, sentado o dia inteiro nos jornais ou no computador, você pode perceber mais tarde a deterioração da visão ou da miopia, e o próprio cérebro se cansa de atividades monótonas. Para evitar essas condições, basta ir até a janela várias vezes ao dia e prestar atenção ao pôr do sol no horizonte, o gato sentado embaixo da janela ou os pardais tremulando na árvore. Essa atividade é um ótimo aquecimento para os olhos cansados, que analisam intensamente o texto na tela do computador há várias horas.

Mas uma curta caminhada durante o intervalo do almoço também será útil para o sistema músculo-esquelético e, principalmente - para a coluna, porque sofre de estresse constante na posição sentada.

Experiências de outros países: observação da natureza na educação japonesa e como método de recuperação

Como ficou provado que a natureza exerce forte influência sobre o estado físico e psicológico do homem, em alguns países, como Japão ou Escócia, as escolas introduzem lições para admirar a natureza e até recomendam essa lição como método de cura.

A educação escolar japonesa é considerada uma das melhores, e a cultura de visão de mundo do país se formou há séculos sob a influência do xintoísmo e do budismo. Nas duas religiões, a interação do homem com a natureza recebeu atenção especial, e a veneração da natureza é considerada uma lei moral entre os japoneses. Portanto, não é de surpreender que seja neste país que lições de admirar a natureza tenham sido introduzidas nas escolas - e isso, a propósito, é um acréscimo à nossa biologia usual e ciências naturais.

Durante essas lições, professores organizam excursões regulares a parques ou florestas e tentar não apenas ensinar as crianças a cuidar da natureza, mas também incutir nelas uma paixão por ela, sua beleza e poder. Afinal, desde o desenvolvimento da percepção estética da vida selvagem, as crianças passam para uma compreensão da beleza na pintura, harmonia na música clássica, uma compreensão mais profunda da literatura e de outras artes. Estar na natureza não apenas ensina algo, mas também tem um efeito positivo na psique e no sistema nervoso da criança, pois ajuda a se acalmar e reduzir o estresse.

E aqui estão os médicos das Ilhas Shetland oferta aos seus pacientes a observação da natureza como recuperação. O programa Nature Prescriptions é o resultado de uma parceria entre o NHS Shetland e a Royal Society for the Protection of Birds (RSPB) da Escócia. Os fundadores do projeto acreditam que a união com a natureza reduz a hipertensão, diminui a ansiedade e ajuda a restaurar a sensação de felicidade perdida. Por isso, agora os médicos das ilhas Shetland, além dos tratamentos tradicionais, prescrevem a observação de pássaros, a colheita de seixos na praia ou até aconselham apenas ficar parados por alguns minutos, o que melhora o humor do paciente e acelera a recuperação.

Didoruk
Didoruk Elena

psicólogo

 

Como formadora de inteligência emocional, nas minhas aulas falo sobre a emoção da alegria e da felicidade. E posso dizer de forma inequívoca que observar a natureza evoca um sentimento de felicidade e paz. É esse momento em que a pessoa percebe a beleza do mundo ao seu redor, e é uma das receitas da felicidade. Quando as cores da vida se esvaem e nada traz alegria, e há muitas dúvidas e preocupações, então é hora de buscar uma fonte de paz e força. E esta é a fonte da natureza que nos rodeia. Durante a observação dos fenômenos naturais, o equilíbrio interno é estabilizado, a cabeça fica clara e as decisões corretas são tomadas.

Observação e estudo da natureza como tendência da moda

Agora está ganhando popularidade na Ucrânia observação de pássaros - é uma tendência da moda, uma espécie de ecoturismo para os amantes da ornitologia (a ciência que estuda pássaros). O nome em si é traduzido do inglês como "observação de pássaros". Observadores de tabuleiro são como caçadores com binóculos e uma câmera em vez de um rifle. Seu objetivo é ver e registrar o maior número possível de espécies de aves.

Além da observação de aves, existem muitas outras tendências, embora menos populares. Por exemplo, mirmecologia amadora (estudo de formigas). As pessoas que gostam, fabricam ou compram formicárias especiais (formigueiros artificiais) para a manutenção de vários tipos de formigas. Tipicamente, os formicários são transparentes de um lado para que seus habitantes possam ser observados e seu comportamento estudado.

Você também pode fazer entomologia (estudo de insetos), botânica (estudo de plantas) ou até paleontologia (estudo de organismos extintos e estudo de seus restos mortais). A propósito, são realizados passeios paleontológicos especiais para paleontologistas iniciantes, onde todos podem participar das escavações.

Texto: Irina Pechena
Colagens: Victoria Mayorova

Materiais similares

Materiais populares

Você se meteu versão beta website rytmy.media. Isso significa que o site está em desenvolvimento e teste. Isso nos ajudará a identificar o número máximo de erros e inconvenientes no site e a torná-lo conveniente, eficaz e bonito para você no futuro. Se algo não funcionar para você ou você quiser melhorar algo na funcionalidade do site - entre em contato conosco da maneira que for mais conveniente para você.
BETA